Como fazer uma pesquisa de mercado

Como Fazer uma Pesquisa de Mercado?

Quando o empreendedor vai fazer um plano de ação para a empresa, muitas vezes pode errar em alguns detalhes importantes.

Gerentes e diretores também usam alguns recursos importantes para as tomadas de decisões das grandes empresas e é preciso ter domínio sobre cada um deles para que a organização deslanche.

Para conhecer o clima do mercado em que irá atuar, é preciso receber informações muito valiosas sobre o perfil do cliente, quais os gostos do público alvo, saber se está no caminho certo é fundamental, por isso a pesquisa de mercado é a ferramenta mais indicada para quem deseja ter excelência na atuação.

É ela quem vai direcionar a atuação do profissional ou da gestão, que vai fornecer a orientação sobre os melhores fornecedores e concorrentes também.

Além de definir o público alvo, através da pesquisa de mercado, será possível fazer a identificação das reais necessidades do setor.

Quando o empresário elabora o projeto de negócio, irá arquitetar cada etapa com cuidado, e fazer as perguntas certas, dará mais segurança e garantia de sucesso ao empreendimento.

Primeiro passo- Definição da pesquisa

É essencial definir quais são os problemas a serem pontuados, além dos objetivos, dessa forma as respostas que você necessita serão mais fáceis de serem encontradas.

Decida quais, ou qual será o método aplicado, escolha uma pergunta chave para fazer – como irá aplicar determinada ação, para melhorar ou mudar determinada “questão”.

A grande vantagem é que você pode utilizar muitas formas de pesquisa, utilizando diversos meios, como pesquisa por telefone, pessoalmente ou ainda pela internet.

Mercado alvo

Delimitar o mercado alvo, exige que você conheça parcialmente seu cliente, algumas perguntas podem facilitar no processo:

  • Quem será meu cliente?
  • Será homem ou mulher?
  • Quais são os dados demográficos da região que vou atuar?
  • Quantos anos meus clientes irão ter?
  • Quais as faixas de idade que desejo atingir?

Esses dados definirão seu público alvo e também mostrarão como ele se comporta diante ao produto ou serviço ofertado por sua organização.

Tipos de pesquisas de mercado

Pesquisa Primária

Ela se refere aos dados coletados para proveito da empresa, que podem ser feitos através de pesquisas, por telefone, entrevistas ou até reuniões com determinados grupos.

O intuito dela é fornecer idéias, ampliar a compreensão das prioridades e emergências organizacionais e também conhecer as necessidades, com visão das melhorias que devem ser feitas, antes da implementação.

Pesquisa secundária

Nessa pesquisa você pode analisar os dados disponíveis que foram feitos por outras instituições. Usando dados coletados, trazendo os resultados do mercado, por exemplo: Pesquisa do IBGE, do SEBRAE, do IBOPE. Com isso identificar a concorrência, localizar alvos e ver suas referências diante a logística e gestão organizacional.

Coletas de informação

Método quantitativo – Esse método é muito usado para se ter noção das proporções matemáticas, exige, portanto, uma grande apresentação de dados.

O método quantitativo expressa as diferenças estatísticas, enumera um conjunto de dados que são capazes de identificar características fundamentais para a instituição.

Método qualitativo – Esse é um recurso usado para compreender os problemas de conceitos, de difícil mensuração, como sentimentosmotivações e sensações. Ele captura informações como o gosto dos clientes, o que acharam de determinado ambiente, quais são suas opiniões, etc.

Cuidado com os erros

É importante saber que confiar apenas em pesquisas elaborados por terceiros pode comprometer o processo do progresso institucional, é essencial que como gestor você participe de todo o processo e acompanhe etapa por etapa.

Também é preciso verificar se as pesquisas não estão desatualizadas, se por acaso não refletem o momento social, essas pesquisas não podem encobrir dados importantes, devem ser as mais específicas o possível.

Usar como base de dados apenas a internet, é outro erro cometido, pois as informações podem divergir demais. Essa pode ser uma boa fonte de informação, mas não vai substituir a pesquisa planejada, que somente sua empresa pode fazer.

Conclusão

Após passar pelas etapas acima e já com os dados em mãos, será necessário estudar essas referências, interpretá-las e inseri-las em tabelas e gráficos, de modo que possam ser visíveis para o progresso, evolução e para a resolução das necessidades prioritárias. Através disso algumas decisões poderão ser tomadas, logo após o resultado dos dados e por fim isso servirá de base para futuras deliberações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *